O amor de Deus e a decadência do mundo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Admin em Qua Maio 10, 2017 2:03 am

Olá Shalonetes,
Bem vindas á nossa primeira discussão teológica! Vocês devem está perguntando sobre este título e com certeza até meio desanimadas, mas acreditem! entender como o homem se separou de Deus e como era essa relação, é de suma importância para entender 50% da bíblia. Então vou começar nossa discussão fazendo uma pergunta:
O que você sabe sobre o primeiro pecado?
O que você entende quando diz que o homem pecou?
O que é pecar?
Essa discussão está baseada em Gênesis 3

Admin
Admin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 08/05/2017
Idade : 51
Localização : Salvador

Ver perfil do usuário http://shalonetes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Ana Léa em Seg Maio 15, 2017 11:35 pm

Gn 3 descreve a queda, e Gn 4 ajuda a entender suas consequências e as implicações da morte espiritual.
Há três palavras básicas para “pecado” em hebraico. Uma delas, Hata, significa “errar o alvo” ou “ficar aquém do padrão estabelecido por Deus”. Pesa é geralmente traduzida por “rebeldia” ou “transgressão” e indica revolta contra o pecado. Awon, traduzida por “iniquidade” ou “culpa” significa “torcer o padrão ou desviar-se dele”.
Com o propósito de dar ao homem a liberdade de ser moral responsável, Deus plantou certo tipo de árvore no centro do jardim e ordenou que não comesse dela. Com a ordem, veio a advertência acerca das consequências (Gn 2.17). A opção de comer não era nenhuma armadilha, nem mesmo um teste. Visto que a intenção de Deus era que o homem fosse criado à sua imagem, a árvore era uma necessidade. O ser humano só seria a imagem e semelhante a Deus se tivesse a liberdade para fazer escolha morais e oportunidades de escolher, não importando o tamanho do risco que tal liberdade envolvesse.
A bíblia fala da existência de um exército de seres vivos e inteligentes, possuidores de individualidade e personalidade, denominada anjos (mensageiros). Alguns se rebelaram contra Deus, e foi nessa rebelião cósmica, que o mal, teve origem. No topo da hierarquia dos anjos rebeldes está Satanás (há uma interpretação que identifica Satanás com o Lúcifer – Is 14.12). A rebelião contra a ordem estabelecida implicou juízo divino, e Lúcifer, com um grande número de seres angelicais o seguiram.  Foi esse ser, grande adversário de Deus, que surgiu no alvorecer da história do mundo disfarçado de serpente para tentar Eva.
É interessante observar as estratégias do tentador: 1. Isolou Eva de Adão – tirou a possibilidade de fortalecimento mútuo para escolha do bem; 2. Lançou dúvidas sobre a motivação de Deus (Gn 3.4); 3. Contestou o que Deus dissera; 4. Chamou a atenção de Eva para objetivos desejáveis e lhe apresentou as vantagens (3.5). e por último apelou para os sentidos (v. 6). Eva seduzida tomou sua decisão, decidiu seguir a própria vontade e rejeitar a de Deus.  Adão e Eva fizeram sua escolha e comeram do fruto proibido. Perceberam o que havia feito. Agora sabiam o que era o bem e o mal. Seu conhecimento veio de uma experiência pessoal – a de fazer o mal. Olharam um para o outro, e pela primeira vez, sentiram-se envergonhados.
A morte começou a reinar. (O conceito bíblico de morte não é somente o retorno do corpo ao pó, mas também a terrível distorção da ordem divina. Distorção da personalidade humana, a deformação dos relacionamentos, a alienação do ser humano de Deus e de seus caminhos). Adão fora criado à imagem de Deus. Então veio a escolha e, com ela, a morte. A personalidade humana tornou-se distorcida e confusa. A imagem de Deus embora ofuscada e desvirtuada, ainda permanecia.
Em cada detalhe nos capítulos 3 e 4 de Genesis, parece que Deus quer que entendamos a seriedade do pecado e a realidade da morte espiritual.  Vemos a morte na vergonha repentina que Adão e Eva sentem quando percebem que estão nus (3.7); vemos expressa quando o casal tenta fugir de Deus (v. 8, 9); vemos no fato de Adão rejeitar a responsabilidade pela sua escolha. Tentou transferir a culpa primeiro para Eva, e depois até para Deus (v.12). Com aquela primeira escolha, a capacidade de conhecer o que é de fato bom foi perdida.  Apesar desses fatos marcantes, nesses mesmos capítulos encontramos esperança quando Deus veste o casal com roupas feitas de peles de animais, e quando Deus procura o casal pecador.
O conceito de pecado humano encontra mais desenvolvido ao longo do AT e NT. Termos bíblicos descreve o pecado como ação intencional, escolha consciente de coisa sabidamente erradas. O pecado não só nos cega e afasta o bem para além de nosso alcance como também distorce nossa vontade, levando-nos a desejar escolher o que sabemos que é errado. Perdidos em sua impotência diante do pecado, o ser humano nem mesmo deseja ser verdadeiramente livre!
A própria revelação do pecado é uma palavra de esperança, ao mostrar como nossa ruína é completa, Deus nos convida a desviar os olhos de nós mesmos e olhar para Ele.  É proveitoso seguir as pegadas da história do pecado ao longo da Bíblia, porque descobriremos a solução final.
(Referência bibliográfica: Richards, Lawrence. Comentário Bíblico do Professor)

Ana Léa

Mensagens : 2
Data de inscrição : 10/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sobre o Pecado

Mensagem por Holly em Ter Maio 16, 2017 6:00 pm

Bem, eu pessoalmente, nao adoto o conceito de “pecado” pq, sendo o pecado uma condiçao, se aplicado, transgridiria, inevitavelmente, o livre arbitrio sacrossanto do individuo. “Se vc fizer isso, està pecando, e se peca està condenado". Entao, se Deus nos deu o livre arbitrio, nao pode haver uma condiçao senao deixa de ser livre para ser condicional. Concordo, sim, com a terceira lei de Newton “a toda açao corresponde uma reaçao...” Rolling Eyes
Como dizia Einstein:
"A vida é como jogar uma bola na parede:
Se for jogada uma bola azul, ela voltará azul;
Se for jogada uma bola verde, ela voltará verde;
Se a bola for jogada fraca, ela voltará fraca;
Se a bola for jogada com força, ela voltará com
força.
Por isso, nunca "jogue uma bola na vida" de forma
que você não esteja pronto a recebê-la.
A vida não dá nem empresta;
não se comove nem se apieda.
Tudo quanto ela faz é retribuir e transferir

aquilo que nós lhe oferecemos"

Fazendo uma pesquisa dentro do ambiente espiritual, encontrei mtos pareceres de cristaos e lideres religiosos que tb confirmam que o pecado nao pode existir:
Segundo o conceito biblico, pecado è a “transgressao da lei” (a Lei de Deus, se entende). (1Joao 3.4)
Pela graça sois salvos...
A lei mostrava o pecado. Não foi dada a nós, os gentios..., senão aos judeus... numa antiga aliança....
Porém, na Graça, a “Lei” já não tem mais domínio sobre nós! Porque nesta graça, o pecado não pode nos ser imputado, pois este foi aniquilado, e deixou de existir.... “Porque o FIM da lei é Cristo!” ( Rom. 10: 4 )
Não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça... ( Rom. 6: 14 )
Não somos pecadores! Não temos como pecar!
“...E ONDE NÃO HÁ LEI, NÃO HÁ TRANSGRESSÃO...”  ( Rom. 4: 15 )
E se não há  transgressão, o “pecado”  é anulado!
A Graça o anulou para sempre!
Porque Jesus ofereceu “PARA SEMPRE UM ÚNICO SACRIFÍCIO”
PELOS PECADOS...” ( Heb. 10: 12 )
Porque “Com UMA SÓ oferta” nos aperfeiçoou PARA SEMPRE...”
( Heb. 10: 14)
“Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou UMA VEZ no santuário, havendo efetuado uma ETERNA redenção." (Hebreus 9.12)
"De outra maneira, necessário lhe fora padecer MUITAS VEZES desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos UMA VEZ se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo."(Hebreus 9.26)
SEM LEI NÃO HÁ PECADO. Se alguém tirar a lei, tirará o pecado.
Jesus tirou a lei, portanto, Jesus tirou o pecado.

Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo (João 1:29)
“Cristo nos libertou” para que sejamos de fato livres...” ( Gál. 5: 1 )
“Pois “em Cristo Jesus” nem a circuncisão nem a incircuncisão tem valor algum.
O que importa é a fé que OPERA PELO AMOR..” ( Gál. 5: 6 ) I love you
avatar
Holly

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/05/2017

Ver perfil do usuário https://informaridendo.blogspot.it

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Admin em Ter Maio 16, 2017 11:17 pm

Ana,
Seu texto esta muito bem sistematizado!!!! Parabéns. Mas vamos lá... algumas "coisinhas" precisamos esclarecer. Quando você escreve "A bíblia fala da existência de um exército de seres vivos e inteligentes, possuidores de individualidade e personalidade, denominada anjos (mensageiros). Alguns se rebelaram contra Deus, e foi nessa rebelião cósmica, que o mal, teve origem." o mal que você fala aqui é o PECADO?
Mas adiante você coloca "A rebelião contra a ordem estabelecida implicou juízo divino" que ordem estabelecida é esta? e que juízo divino foi este? Seguindo o mesmo parágrafo você colocou "...e Lúcifer, com um grande número de seres angelicais o seguiram.  Foi esse ser, grande adversário de Deus, que surgiu no alvorecer da história do mundo disfarçado de serpente para tentar Eva." Quando você diz que Lúcifer veio disfarçado de serpente você quer afirmar que não foi uma serpente (animal) que se apresentou a Eva? Qual a sua compreensão a este respeito?
Mas, o que me impressionou foi este trecho para exemplificar a separação do homem de Deus "... Distorção da personalidade humana, a deformação dos relacionamentos, a alienação do ser humano de Deus e de seus caminhos)." Explique isto, como isto aconteceu?
A propósito veja se existe semelhança em algum ponto do seu texto com o de Liu!
Beijos!!!!!

Admin
Admin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 08/05/2017
Idade : 51
Localização : Salvador

Ver perfil do usuário http://shalonetes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Admin em Qua Maio 17, 2017 12:20 am

Liu,
Como sempre arrebentando, mas vamos lá... tem umas frases polêmicas que só você pode explicar. Logo na primeira linha você diz: "sendo o pecado uma condição, se aplicado, transgrediria, inevitavelmente, o livre arbítrio sacrossanto do individuo." Qual a relação entre pecado e livre arbítrio? e porque um anula o outro?
E mais á frente você coloca "A lei mostrava o pecado. Não foi dada a nós, os gentios..., senão aos judeus... numa antiga aliança.... Porém, na Graça, a “Lei” já não tem mais domínio sobre nós! Porque nesta graça, o pecado não pode nos ser imputado, pois este foi aniquilado, e deixou de existir.... ...." Você quer dizer que SÓ os judeus pecaram? Como assim? Afinal, se o pecado deixou de existir então eu não preciso de Deus?
Veja esta colocação sua "Não somos pecadores! Não temos como pecar! “...E ONDE NÃO HÁ LEI, NÃO HÁ TRANSGRESSÃO...”  ( Rom. 4: 15 ) E se não há  transgressão, o “pecado”  é anulado! A Graça o anulou para sempre!" Ora, se você diz que o pecado só existe com a Lei, o que foi a Lei? Afinal a Lei surgiu com Moisés, qual foi a condição dos homens que viveram entre Adão e Moisés? Pelo seu conceito os judeus não podem dizer isto "...Não somos pecadores! Não temos como pecar!" Enfim, posso aqui usar sua forma de colocar os textos para contradizê-la... não do seu ponto de vista mas da sua metodologia de pegar inúmeros versículos para confirmar suas ideias, veja bem, você diz "Se alguém tirar a lei, tirará o pecado. Jesus tirou a lei, portanto, Jesus tirou o pecado." estou entendendo que essa é uma afirmação sua pois Jesus diz exatamente o contrário veja os textos Mt 15:17, 7:12, 12:5, 22:40.
concordo plenamente quando diz que o que importa é a FÉ que opera pelo AMOR. Mas, o que você quer dizer exatamente ao colocar este texto de Gl 5:6?
Mesmo que os textos seu e de Ana pareçam bem diversos eles têm algo em comum, tem como visualizar o ponto em comum?
beijos!!!!!!

Admin
Admin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 08/05/2017
Idade : 51
Localização : Salvador

Ver perfil do usuário http://shalonetes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Holly em Qua Maio 17, 2017 6:01 am

Premissa q minha intervençao pessoal sobre o “pecado” se resume no primeiro paragrafo. O “pecado fora do contexto religiao pois discutir isso dentro da religiao seria discutir da propria religiao ou de futebol: nunca se chega a um consenso visto a expansiva gama de interpretaçoes diferentes. O restante, como falei, foram tiradas de sites cristaos, pessoas q ministram o cristianismo.
Mas pra mim o termo “pecado”  é uma questao de “causa e efeito” e se resolve aqui mesmo, no plano terreno. E' vc desafiar “LEIS, qualquer q sejam, e receber as consequencias. Pra mim, se vc pular do 10° andar vc cometeu um “pecado” pois transgrediu a lei da gravidade e a consequencia é imediata. Mas existem outras transgressoes q a resposta pode chegar depois de dias, meses ou anos e vc mtas vezes nao associa ao “pecado” da transgressao de alguma lei, que sejam universais ou humanas.

Qual a relação entre pecado e livre arbítrio? e porque um anula o outro?
Qdo se entra no tema “pecado” q a religiao prega se torna uma verdadeira confusao pois vai sendo aplicado arabitrariamente por diferentes lideres dessa ou daquela doutrina. Logo, as religioes pegam o pecado como aval para “condicionar” o individuo. Tipo, vc so vai pro céu, so recebe perdao, so recebe bençaos se “Nao PECAR”... ou se pecar mas se arrepender,,, pecar e se arrepender,,,, ao infinito. Ora, se o livre arbitrio foi dado para que cada um usasse como experiencias para se definir aprendendo e se recriar diante dos resultados de cada uma dessas experiencias, entao, oude pode haver o “pecado”? Sò nas religioes vc encontra isso e nao quer dizer q tenha um fundamento biblico preciso.

" Você quer dizer que SÓ os judeus pecaram? Como assim? Afinal, se o pecado deixou de existir então eu não preciso de Deus?

Nao sou EU que estou querendo debater esse conceito de “LEI e PECADO” pois, jà expliquei meu ponto de vista sobre o tema, fora de qualquer contexto biblico tradicional. Qualquer “ponto comum” è mera coincidencia! Laughing

Sobre isso o autor do texto diz:
“O Apóstolo Paulo foi quem lançou (colocou) o “FUNDAMENTO”  da  Nova  Aliança, e ele  disse   que  “a  Lei  de  Moisés”  foi  “CANCELADA” (abolida)  por  causa  da  sua fraqueza e  “INUTILIDADE”  (hoje, que estamos numa Nova Aliança...) - Heb. 7: 18
A  “Lei  de  Moisés” era  estabelecida  em  obras, e sacrifícios, se  você  ler  (principalmente)
os cinco primeiros livros da bíblia ( que são os cinco livros de Moisés) encontrará  as pessoas
( especificamente os  hebreus, os judeus, o povo de Israel... ) fazendo  e  oferecendo  “sacrifícios”  a  Deus...  ( pois naquela aliança era assim... )
Você  não  encontrará na bíblia  “NENHUM  GENTIO”  oferecendo  algum  tipo  de  sacrifício  a  Deus...  pois isso  “era  uma  lei  que  foi  estabelecida  somente  para  o  povo  de  Israel... isto  é  para  os  judeus...”

… Há  “igrejas” hoje  que  querem  “viver  e  guardar” a  “Lei  de  Moisés”  que  foi  dada  única   e   exclusivamente   para   o   “povo   de   Israel”,  numa   Antiga   Aliança, “ANTES”   de   Cristo...para  os  judeus... Não   somos   povo   de   Israel,  não   estamos  numa   Antiga   Aliança, não   estamos antes   de   Cristo,  e   não   somos   judeus...

 “SOMOS   GENTIOS   ELEITOS   E   PREDESTINADOS   PARA   A   SALVAÇÃO,  PELA   GRAÇA  QUE  HÁ   EM   CRISTO   JESUS ! ! !”
Há  “igrejas”  hoje  que  ensinam  os  gentios  ( os não - judeus )  a se  vestirem  como  judeus, a falarem  como judeus, a fazerem obras e atitudes de judeus, imputam nos gentios  as  obras  da  lei  e  os  costumes  dos  judeus, e  etc... e  etc...   e  etc...

A falta de interpretação é tão grande que os  “falsos  mestres” chegam a dizer  :
“Somos  o  Israel  de  Deus !”   ...já com o intuito de imputar o legalismo judaico nos   gentios...
Enfim,   a  “Teologia  Tradicional” imputou (e imputa)  o judaísmo (que Paulo tanto combateu...)  na  igreja  gentílica...  ( esse  é  um dos  piores  erros  do  Sistema

Paulo  disse  que  os  “falsos irmãos”  (os que  querem guardar a lei  de  Moisés,e o pior, querem  “imputar”  judaísmo  nos  gentios... e  “os que”  não  se  submetem  a  “eles”  são  chamados  de  “endemoninhados”,  “ovelha  negra”,  “ovelha  rebelde” e etc... e as igrejas  (por exemplo essa) que  também não se submetem a eles  são chamadas de  “portas  largas”,   “igreja  do  diabo”
... Não  devemos  nos  submeter   ao  Sistema  religioso,  que  prega  lei  e  judaísmo para  
“os gentios”... Estamos  mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo  (e da carne ),
não   precisamos  nos  sujeitar  a  “ordenanças”,  como  se  vivêssemos  no  mundo...  
( Colos. 2: 20 )
Palavras de um cristao estudioso da Biblia!
avatar
Holly

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/05/2017

Ver perfil do usuário https://informaridendo.blogspot.it

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Ana Léa em Dom Maio 21, 2017 1:24 am

Respondendo os questionamentos:
“... e foi nessa rebelião cósmica, que o mal, teve origem”, o mal que você fala aqui é PECADO?
Sim. Pecado ou maldade. Lúcifer foi o primeiro a se exaltar em orgulho e seus seguidores angelicais foram os primeiros a tentar subverter o governo de Deus. Eles foram os responsáveis pela primeira trajetória de pecados na terra.
Cada ser angelical estava sem pecado no começo (Ef 1.21; 3.9, 10; Cl 1.15-18). Lúcifer descrito, como perfeito em todos os seus caminhos do dia em que foi criado até quando a iniquidade o achou (Ez 28. 11-17). Sua posição exaltada, não sujeitou-se a Deus.  Algumas criaturas angelicais fracassaram em continuar nos caminhos que Deus tinha mostrado para eles .
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------  
“A rebelião contra a ordem estabelecida implicou juízo divino” Que ordem estabelecida é esta? Que juízo divino foi este?
“ordem estabelecida” – a anjos foi determinado governar abaixo de Deus para aplicar a vontade divina (o mundo antes de Adão... creio que seria um tema longo para discussão – Is 14.12-14; Ez 28. 11-17; Mt 25.41; Ef 1.21; 3.9,10; 6.12; Cl 1. 15-18; I Pe 3.22; Ap 12.7-10; 20.10)
“juízo divino”- Deus preparou o inferno “para o diabo e seus anjos” (Mt 25.41). O julgamento imediato decretou-lhes a derrota e Deus retirou a soberania deles.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------  
“... Lúcifer veio disfarçado de serpente”... você quer afirmar que não foi uma serpente (animal) que se apresentou a Eva? Qual sua compreensão?
Não. Uma serpente (animal) literalmente é usada como um brinquedo nas mãos de Satanás.
--------------------------------------------------------------------------------------------  
“Distorção da personalidade humana, a deformação dos relacionamentos, a alienação do ser humano de Deus e de seus caminhos”

Explicação:  O impacto do pecado sobre o individuo e a sociedade  é grande ( a pesar de sermos o foco da criação de Deus e o objeto  do seu amor, somos pecadores). O pecado nos torna insensíveis a Deus. Em vez de escolhermos nos voltar para ele, nos afastamos. Desejamos a escuridão, ao invés da luz e voluntariamente nos entregamos ao egoísmo e aos pecados.  O pecado é mais do que um ato contra lei: faz pare da nossa natureza caída. A distorção moral que trouxe a tragédia para a raça, está profundamente embebida na personalidade da cada indivíduo. Nos aliena e expressa-se no antagonismo ao Deus verdadeiro. Nos motiva a paixões irracionais e inclinações para o mal. Ele rejeita as pessoas, que parecem ameaçar a satisfação das nossas necessidades egoístas.  Uma lista muito extensa pode-se mencionar.
O pecado não mudou o fato de que Deus me ama e olha para mim com dignidade e valor. Mas o pecado me impede de experimentar o amor de Deus e de desfrutar desse amor nos relacionamentos humanos.
-----------------------------------------------------------------------------------------------  
Semelhanças dos textos: AnaXLiu
Livre arbítrio

“O ser humano só seria a imagem e semelhante a Deus se tivesse a liberdade para fazer escolha“ (Ana)
“se Deus nos deu o livre arbítrio, não pode haver uma condição senão deixa de ser livre para ser condicional” (Liu)

Ana Léa

Mensagens : 2
Data de inscrição : 10/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Admin em Seg Maio 22, 2017 11:03 pm

Olá Ana e Liu,
Estou dando um tempo para que as outras entrem no fórum, mas acho que esta difícil. Assim, podemos marcar uma videoconferência só nós três para discutirmos a questão do pecado em gênesis 3. Qual o horário mais sugestivo para vocês? Como temos a diferença de fuso horário de 4 horas com Liu podemos marcar uma tarde que acham? Ana, a tarde para você está bom? Tipo 4 horas da tarde? É claro que não falaremos tudo num dia só, mas marcaremos o primeiro e depois marcaremos o próximo. rsrsrsrs

Admin
Admin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 08/05/2017
Idade : 51
Localização : Salvador

Ver perfil do usuário http://shalonetes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Holly em Ter Maio 23, 2017 4:25 am

Eu acho q se nao tem uma variedade de ideias e posições sobre o tema é contraproducente um debate q tem apenas 2 direçoes em sentidos opostos. Rsrsrs.
Talvez seja a dificuldade q algumas estão tendo em acessar. Eu q sou habituada em navegar nesses ambientes achei esse forum pouco fluido com um certo nivel de dificuldade pra quem nao tem habilidade. Cheque isso la no grupo.
avatar
Holly

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/05/2017

Ver perfil do usuário https://informaridendo.blogspot.it

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Rubenita em Ter Maio 23, 2017 10:35 pm

Lendo tudo com bastante cautela, pra depois ter o que comentar vejo muitos pontos bastantes diversos e não vir chegar a nem um denominador pq?muitas resposta ja batidas ,já discutidas por muitos ministro da palavra lições da escola bíblica e Liu muito materialista .
avatar
Rubenita

Mensagens : 3
Data de inscrição : 17/05/2017
Idade : 62
Localização : Salvador-ba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Admin em Qua Maio 24, 2017 11:11 am

Olá Rubém,
Nossa estratégia é que todas coloquem seus conhecimentos sobre o assunto e só depois vamos tentar chegar a um "denominador comum", pelo menos vamos tentar desmistificar alguns  conceitos e sair desta roda de ideias. O nosso problema é que quando falamos de um assunto trazemos juntos vários outros temas, falamos de muitas coisas que desconhecemos e somos muito contraditórios. Minha intensão é trazer uma compreensão mais sistêmica da Bíblia e sair destas questões periféricas que não levam a nenhuma conclusão. Deixando claro também que esse "denominador comum" não significa que vamos pensar iguais, apenas que vamos compreender o outro sem julgá-lo.
A propósito, Qual a sua opinião mesmo? Quais são os pontos diversos?
Beijos!!!!

Admin
Admin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 08/05/2017
Idade : 51
Localização : Salvador

Ver perfil do usuário http://shalonetes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Rubenita em Dom Maio 28, 2017 11:20 pm

Ok vamos aguardar as demais se manifestarem kkkkkkkk
avatar
Rubenita

Mensagens : 3
Data de inscrição : 17/05/2017
Idade : 62
Localização : Salvador-ba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Rubenita em Ter Jun 06, 2017 8:05 pm

Ô ninguem participando????
avatar
Rubenita

Mensagens : 3
Data de inscrição : 17/05/2017
Idade : 62
Localização : Salvador-ba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O amor de Deus e a decadência do mundo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum